Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora

Formação FMNS Colaboradores Canonização da Irmã Maria Rita Memórias e Testemunhos Pastoral Juvenil e Vocacional

GONDOMAR

Em 1961 a Congregação, então designada por Franciscanas de Calais, desenvolveu esforços para adquirir uma propriedade suficientemente ampla para transferir para aí o Noviciado até então a funcionar na casa de Santa Cristina do Couto – Santo Tirso. Este espaço tornou-se exíguo para albergar as numerosas Noviças e Postulantes que seguiam aí a sua formação à Vida Religiosa. A propriedade escolhida para a futura residência do Noviciado situava-se na Quinta da Azenha, em Gondomar, com evidentes vantagens: proximidade da cidade do Porto e dos Irmãos Franciscanos Capuchinhos que viriam a assumir a assistência espiritual permanente.

Em 8 de Agosto de 1961, um grupo de quatro religiosas missionárias, que se encontravam de férias em Portugal – Maria Adélia Videira, Maria Dulce de Fátima, Maria das Dores Meneses e um pouco mais tarde Maria Helena Trindade Costa – tendo como superiora a Irmã Maria Henriqueta, estabeleceram, provisoriamente, na Quinta da Azenha, a primeira comunidade que se instalou na casa do antigo proprietário da quinta e aí permaneceram até 1965.

Em 1962 procedeu-se à bênção da primeira pedra de construção dum complexo da autoria do arquiteto Fernando Távora, dividida em três fases: a primeira destinada ao Noviciado – o Pavilhão de São Francisco, como foi designado -, a segunda destinada a Irmãs Professas e a terceira, a capela do Convento.

Em 1963 a Quinta da Azenha acolheu o Noviciado; em 1967 estava concluído o pavilhão destinado às religiosas professas e, em 26 de Julho de 1971, procedeu-se à inauguração da terceira fase da construção que incluía uma nova capela, claustro e salões.

A 8 de Outubro de 1968 começou a funcionar na Quinta da Azenha o Externato de Santa Margarida, em resposta aos insistentes e inúmeros pedidos das famílias da região feitos à Irmã Benigna para que as religiosas criassem um jardim Infantil. Por Alvará de 17 de Maio de 1969 foi recebida a competente autorização do Ministério da Educação para ministrar, também, o ensino primário.

Desde que as Irmãs se transferiram de Santa Cristina do Couto, Santo Tirso, para a Quinta da Azenha, aqui funcionou a sede da Província até 1979, ano em que foi aberta a Casa Provincial de Nossa Senhora dos Anjos, no Porto. para onde foi transferido o governo da Província Portuguesa.

Em Outubro de 1979, face à diminuição de vocações, o Noviciado deixou as suas amplas instalações, o Pavilhão de São Francisco, que passou a estar disponível para retiros, encontros de jovens e ensino, e alojou-se na primitiva casa da Quinta da Azenha, intitulada desde então Casa da Sagrada Família.

Com a transferência da sede Provincial para a Casa de Nossa Senhora dos Anjos, no Porto, a casa da Quinta da Azenha tem vindo progressivamente a transformar-se numa casa de acolhimento de Irmãs aposentadas e/ou atingidas por algumas limitações de vária ordem. Hoje, em 2014, a Comunidade é composta num total de 38 Irmãs aposentadas umas, e outras ainda em regime de atividade profissional. Além desta vertente de acolhimento de Irmãs da Província, continua em pleno funcionamento o Externato de Santa Margarida para o Ensino Pré-Escolar e o Primeiro Ciclo e o acolhimento de grupos no Centro de Espiritualidade, a funcionar no Pavilhão de São Francisco, bem como um Centro de Catequese Paroquial.

 

Para mais informações, aceda ao site através do link:

http://www.santamargarida.pt/site/



Voltar à listagem < Anterior Seguinte >
Centro Social de Nossa Senhora das Graças Hospital de Santa Maria do Porto Escola Superior de Saúde de Santa Maria Colegio Luso-Francês Externato Santa Margarida Centro de Bem Estar Infantil e Juvenil do Coracao de Jesus Casa do Cruzeiro Colégio de Lourdes