Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora

Formação FMNS Colaboradores Canonização da Irmã Maria Rita Memórias e Testemunhos Pastoral Juvenil e Vocacional

Irmã Benilde Rangel

Amanhã dia 26.2.2018 teremos a eucaristia de 7º dia de falecimento da nossa Irmã Maria Benilde Rangel.

Se queres conhecer um pouco mais a sua vida, tens aqui um resumo:

Irmã Maria Benilde, faleceu em Gondomar a 19 de Fevereiro de 2018

A Irmã Maria Benilde Vieira de Sousa Rangel, de Baptismo, tomou o nome de Celina do Sagrado Coração de Maria, como era costume mudar de nome na Vida Religiosa.

Nasceu em 1941, em Lagares, Penafiel. Entrou na Congregação das Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, em 28 de Outubro de 1957 em Santa Cristina do Couto, onde fez o noviciado. Fez os primeiros votos – Profissão Temporária – 22 de Maio de 1960 e emitiu os votos perpétuos em 29 de Agosto de 1964, em Vila Pery (Chimoio), Moçambique, uma vez que, desde a sua entrada na Congregação, expressou a sua vontade em trabalhar nas Missões.

Em 1963, deslocou-se ao Luabo, diocese de Quelimane, onde deu início, ao Colégio de São Francisco de Assis. Posteriormente regressou ao Colégio de Vila Pery, onde entre 1968 a 1977 desempenhou o cargo de Superiora da Comunidade.

Em 1978 regressou a Portugal, passando a trabalhar no Hospital de Santa Maria. Após o capítulo de 1979 foi nomeada secretária e ecónoma da Província. Nomeada superiora do Colégio Luso-Fracês em 1982 a 1985 e eleita assistente provincial no capítulo de 1983, e no capítulo provincial de 1985 foi eleita para assumir as funções de Superiora Provincial, cargo para o qual foi reeleita em 1989.

Durante os seus mandatos como Superiora Provincial procurou revitalizar na província o espírito missionário tanto a nível local como Ad Gentes, celebrando os 50 anos de presença da Congregação em Moçambique e abrindo a comunidade de São Francisco de Assis, em São Tomé e Príncipe.

Promoveu vários encontros com o objectivo de alicerçar o espírito de família e promover a formação permanente entre as religiosas. Dedicou especial atenção à formação técnica e profissional das Irmãs e à remodelação e modernização das obras que integram o património da Congregação.

Dotada de temperamento vivo e dinâmico, um verdadeiro espírito de persuasão e compreensão, segura de que o presente como o futuro se constroem no passado, a Irmã Maria Benilde foi a principal impulsionadora da obra sobre a História da Congregação em Portugal e a grande entusiasta do início do processo de beatificação da nossa Irmã Rita de Jesus, em 2005.

A nossa querida Irmã Maria Benilde, passou ainda por várias casas exercendo cargos de responsabilidade: Colégio de São Dinis, donde saiu para apoiar o Aspirantado e noviciado e em 2009 voltou ao Colégio de São Dinis com a responsabilidade do internato, até adoecer gravemente. Foi internada e operada, ficando muito debilitada. Veio para Gondomar em 2013 para se restabelecer. Aqui viveu até o Senhor a chamar para Si, no dia 19 de Fevereiro de 2018, pela madrugada.

Querida Irmã Maria Benilde. Por onde passaste testemunhaste a bondade, a caridade, a proximidade, o sorriso. Eras atenciosa e cuidadosa para com todas as Irmãs, sobretudo as mais carenciadas. Uma Irmã maternal, uma santa, no dizer das Irmãs, que te conheceram melhor.

 O nosso Grande Senhor, a quem te consagraste, amaste e serviste te acolha com misericórdia  na Sua Glória.

Obrigada querida Irmã Maria Benilde pelo bem que fizeste, pela vida doada na Congregação e a todos os que precisaram de ti.

Ora por nós ao Teu Senhor, agora que O vês, face a face.

 

 

 

Ver outras notícias Seguinte >
Centro Social de Nossa Senhora das Graças Hospital de Santa Maria do Porto Escola Superior de Saúde de Santa Maria Colegio Luso-Francês Externato Santa Margarida Centro de Bem Estar Infantil e Juvenil do Coracao de Jesus Casa do Cruzeiro Colégio de Lourdes